Demorando muito? Feche a tela de carregamento.
Aguarde...
  Clique para ouvir o texto destacado!

O Município

Acidentes Geográficos

Sua bacia hidrográfica tem como principal curso d’água o rio Bananeiras, possuindo uma adutora que abaste a cidade. Seguem-se os riachos Mandaú, Pitombeira, Pedregulho, Mazagão e Fechado e os açudes Vaca Brava, Queimada, Jussara e Mundo Novo. Como acidentes geográficos destacam-se as inúmeras serras pertencentes ao sistema da Borborema.

ASPECTO SÓCIO – ECONÔMICO

As atividades econômicas do município de Areia estão concentradas na lavoura, onde pontificam as plantações de cana-de-açúcar, feijão, mandioca, milho e banana. Seus excedentes são exportados para Campina Grande, sendo a produção de cana industrializada pelos engenhos no fabrico da cachaça e rapadura. No município encontram 28 unidades em pleno funcionamento. O desenvolvimento da pecuária é apenas regular.

Educação

Sua principal unidade escolar, é o CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA– CAMPUS II, com os cursos de Agronomia, Zootecnia e Biologia (Graduação), Mestrado e Doutorado. Foi fundada em 1934, sendo inaugurada em 15 de abril de 1936. Em 1975 formou a sua 36ª Turma. Segue-se a importância o Colégio Estadual Ministro José Américo de Almeida, fundado em 1954, como Ginásio “Coelho Lisboa”, passando a estadual em 1965. O ensino de foi iniciado em 1970 e em 1975 formou a sua 4ª turma, com 40 concluintes. Existe também o Colégio Santa Rita, que foi fundado em 1937 e recebe a orientação das irmãs da Ordem Franciscana. É um dos maiores colégios em área construída (2.964,80 m²), mantendo ainda cursos de educação para o lar. Possui pianos para o ensino de música, violão, acordeom e sala com órgão.

Geografia

SITUAÇÃO – O Município de Areia está localizado na mesorregião do Agreste Paraibano e na microrregião do Brejo Paraibano.

MUNICÍPIOS LIMÍTROFES – Arara, Alagoa Grande, Alagoa Nova, Alagoinha, Serraria, Pilões e Remígio. Dista da capital 120 km.

DISTRITOS – Areia (Sede), Cepilho, Mata Limpa e Muquém.

COORDENADAS GEOGRÁFICAS – 68° 58’ 12’’ Latitude e 35° 42’ 19’’ Longitude.

POPULAÇÃO – aproximadamente 27.000 hab.

ALTITUDE – 618 metros acima do nível do mar.

ÁREA – 269, 424 km²

CLIMA – Ameno, com temperaturas que chegam a 8°C no inverno e, em dias quentes, a 30°C.

História

HISTÓRIA DE AREIA

Sertão de Bruxaxá, este foi o primeiro nome dado ao povoado que surgiu na encosta oriental da Serra da Borborema (a 618 metros de altitudes, em relação ao nível do mar), ponto estratégico que servia de apoio para os boiadeiros e tropeiros que vinham do Sertão com destino ao comércio do litoral paraibano no final do século XVII, depois veio Brejo D`Areia, devido a um riacho que se destacava pelos bancos de areia alvíssimas. E, finalmente, Areia.

A cidade existe oficialmente desde 30 de agosto de 1818. Só em 18 de maio de 1846 Areia foi emancipada politicamente. Areia foi a primeira cidade do Brasil a abolir a escravidão, embora os negros fizessem parte da estrutura econômica da região, já que a agricultura do município era basicamente voltada para a produção dos derivados da cana-de-açúcar. Através de uma campanha promovida por dois abolicionista: Manoel da Silva e Rodolfo Pires, a cidade libertou o último escravo em 03 de maio de 1888.

Areia já foi o maior município do brejo paraibano, vindo à assumir expressão econômica durante o século XVIII, através da cultura do algodão. Participou efetivamente de vários episódios revolucionários, como a eclosão da Revolução Pernambucana em 1817.

Em 1824, participou juntamente com os pernambucanos da Confederação do Equador. Na revolução Praeira tornou a Paraíba o foco das atenções principais.

Em 1873, as ruas da cidade tornaram-se cenários da revolta dos Quebra-Quilos, durante dois anos.

Areia também tem como referências, o pintor Pedro Américo; José Américo de Almeida, ex-governador da Paraíba; Dom Adauto de Miranda Henriques, 1º arcebispo da Paraíba; Elpídio de Almeida, médico e ex-prefeito de Campina Grande; Álvaro Machado, fundador do Jornal A União; e muitos outros.

Indústria

São 28 engenhos de cachaça e rapadura e aproximadamente 30 aviamentos de farinha. O comércio local faz suas compras em Campina Grande e João Pessoa. Tem coletoria Estadual, Agências do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco, dos Correios, PagFácil, Casas Lotéricas, etc.

Religião

A católica é a principal, existindo ainda o protestantismo em suas várias ramificações e adeptos de cultos africanos. A padroeira é Nossa Senhora da Conceição, com a festa realizada a oito de dezembro. Além da Matriz, existem mais 10 capelas no interior do município.

Reserva Ecológica

Reserva Ecológica fica a quase 5 km de Areia

A Reserva Ecológica Mata do Pau Ferro dista aproximadamente 5 km da cidade de Areia, numa altitude de 600 metros e temperatura média anual de 22º, e umidade relativa em torno de 85%. A área foi adquirida pelo Estado em 1937 e desde a década de 40 é objeto de estudo.

Os professores Jaime Coelho de Moraes e Lauro Xavier se destacam pelas primeiras pesquisas, na década de 40 e 50. Constituída em unidade de conservação de domínio estadual, criada pelo Decreto 14.832, de 1º de outubro de 1992, as terras, flora, fauna e belezas naturais passaram a ser protegidas pelas normas ambientais e florestais previstas na Constituição.

 O Parque Estadual Mata do Pau Ferro está localizado na comunidade da Chã do Jardim a 9 km da cidade de Areia. Constitui-se como um dos últimos remanescentes de Mata Atlântica do Nordeste representando 1% de mata de Brejo de Altitude que ainda existe na Paraíba.

 O nome Pau ferro vem da Árvore Pau Ferro que existia abundantemente em seus domínios e por ser muito boa para a confecção de móveis foi destruída e hoje não se encontra mais esta árvore.

 São 607 hectares de mata que funciona como um refúgio para animais ameaçados de extinção como o pássaro pintor, a cobra jararaca entre outros.
Neste parque podemos encontrar inúmeras trilhas com árvores gigantescas, formigões, diversos pássaros, plantas venenosas como a erva de rato e o cipó cururu etc.

Riquezas Naturais

No reino vegetal destacam-se a madeira de lei, no reino mineral fontes de água e argila. No reino animal algumas espécies de teju e aves em geral.

Engenhos

Relação de Engenhos Existentes ou extintos, cadastrados pelo arquiteto Antônio Augusto de Almeida no livro Brejo Paraibano – Contribuição para o Inventário do Patrimônio Cultural.

UFPB 1994.

Alagoina, Almécega, Angelim, Araticum, Barra do Câmara, Barra do Quati, Bela Vista, Boa Vista, Boa Vista do Narciso, Bolandeira, Bom Retiro, Bondó de Baixo, Bondó de Cima, Bonfim, Bruxaxá, Bujari, Bujari de José Correia, Cachoeira, Cacimbinha, Caiana, Caiana de Franklim, Cajueiro, Cajueiro (Escalarte I), Canadá, Candiota, Carrapateira, Carro Quebrado, Cepilho, Cipó, Coqueiro, Covão (Santa Isabel), Cumbe, Deserto, Engenho do Meio (Bujari), Escalarte 2, Escondido, Estreito, Fechado de Cima, Floresta (Timbosinho), Frexeiro, Gameleira, Gitó, Gogó, Gravatá Açu, Grutas de Cobras, Grutão, Guarany (Senhor do Bonfim), Guarim, Ipueira Grande, Ipueira de J. Branco, Ipueira de Osvaldo Pina, Ipueira de São João, Ipueirinha, Japaranduba, Jardim, Chã de Jardim, Jatobá, Jussara, Jussarinha, Lajinha, Lameiro, Laranjeiras, Lavpés, Limoeiro, Lino, Macacos, Macaíba 1, Macaíba 2, Maçaranduba, Mandaú, Marzagão, Mata Limpa de Baixo, Mata Limpa de Cima, Mercês (Caipora),Mineiro, Mundo Novo, Mufumbo, Mufumbinho, Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora das Graças, Novo, Olho d`´agua de Baixo, Olho d´agua, Olho d´´agua dos Cavalos, Olho d´agua do Meio, Pacas, Panelas, Patrício, Pau dárco, Pau Ferro de Baixo, Pau Ferro de Cima, Pedregulho, Pindoba, Pitombeira, Quati, Quebra, Riachão, Riacho de Facas, Rio Branco (Tiborna), Saboeiro, Saburá, São Benedito, São Francisco (Cipó), São João (Sítio Riachão), São José do Bonfim, São José, São José de M. Maia, São Luiz, São Pedro (Engenho do Mofo), São Sebastião, São Vicente (Riachão), Santa Helena (Fechado), Santa Irene (Marzagão d´agua), Santa Izabel (Várzea Nova), Santa Teresa(Coruja), Sapucaia, Socorro, Tapuio, Timbaúba 1, Timbaúba 2, Timbaúba de A. Costa, Timbó, Triunfo, Vaca Baixo de Baixo, Vaca Brava de Cima, Vaca Brava do Meio, Várzea, Várzea do Quati, Viração.

Transporte e Comunicações

Clique para ouvir o texto destacado!